Em nota divulgada pela ASCOM/PMP, a Secretaria Municipal de Saúde informa que o serviço de vacinação na cidade e zona rural voltou ao atendimento normal à população.

“O serviço esteve suspenso desde o final de dezembro de 2019, onde na madrugada de sábado dia 28, atos de vandalismos foram registrados na Policlínica, o que provocou a perda de 6 mil doses de vacinas que estavam armazenadas no local onde foi registrado o crime, que continua sendo investigado pela autoridades competentes para se chegar aos autores do vandalismo.”

Segundo informações da Coordenadora de Atenção Primaria da Secretaria de Saúde, Noilma Passos, todas as salas de vacinas do município voltaram ao atendimento normal nesta quinta-feira (16).

Estão à disposição da população as vacinas do calendário vacinal perdidas com a ação criminosa, pontuou a matéria.

 

MaisumOnline

A mesma edição do Minas Gerais traz norma sobre orientação profissional para estudantes.

congado

O Estado poderá criar instrumentos para proteção específica a bens culturais como o Congado - Arquivo ALMG - Foto:Sarah Torres


A Lei 23.556, publicada nesta terça-feira (14/1/20) no Diário Oficial de Minas Gerais, reconhece como de relevante interesse cultural do Estado a Folia de Reis e o Congado, bem como os saberes, as celebrações, as formas de expressão e os lugares e eles associados. A norma é derivada do Projeto de Lei (PL) 1.247/19, do deputado Mauro Tramonte (Republicanos).

 

Sancionado pelo governador Romeu Zema, o texto foi aprovado pelo Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) em 11 de dezembro.

 

De acordo com a nova lei, o Estado poderá criar instrumentos para proteção específica a esses bens culturais, por meio de inventários, tombamento, registro ou de outros procedimentos administrativos pertinentes, conforme a legislação aplicável e a critério dos órgãos responsáveis pela política de patrimônio cultural.

 

Orientação vocacional - Na mesma edição do Minas Gerais, foi publicada a Lei 23.555, também sancionada pelo governador. A norma altera o artigo 2º da Lei 17.008, de 2007, que dispõe sobre a orientação profissional aos alunos do ensino médio das escolas públicas e privadas do Sistema Estadual de Educação.

 

A norma decorre do PL 2.911/15, que foi aprovado pela ALMG em 17 de dezembro e que foi apresentado pelo deputado Léo Portela (PL). A lei acrescenta, entre as diretrizes da orientação, a associação de técnicas e instrumentais que identifiquem valores, interesses e habilidades do aluno.

 

A nova redação também propõe a promoção de atividades interativas que permitam ao aluno conhecer a dinâmica do mercado de trabalho e as possibilidades de formação e qualificação profissional, em parceria com instituições de ensino superior e entidades públicas e privadas.

 

Rede Hoje 

 

 

O pagamento do abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) do calendário 2019/2020, para os trabalhadores nascidos no mês janeiro e fevereiro, começou nesta quinta-feira (16). De acordo com a Caixa, os valores variam de R$ 87 a R$ 1.039, conforme a quantidade de dias trabalhados durante o ano base 2018.

Os titulares com conta individual na Caixa e cadastro atualizado receberam o crédito automático antecipado na terça-feira (14). Segundo a instituição, são mais de 3,6 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro, totalizando R$ 2,6 bilhões em recursos injetados na economia.

Pasep

Os servidores públicos, cadastrados no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), com o dígito final de inscrição 5 e 6 recebem também a partir de hoje. O pagamento é feito pelo Banco do Brasil

Calendário

No caso do PIS, os pagamentos são escalonados conforme o mês de nascimento do trabalhador e tiveram início em julho de 2019, com os nascidos naquele mês. O prazo final para o saque do abono salarial do calendário de pagamentos 2019/2020 é 30 de junho deste ano.

.
 

Consulta

O valor do abono salarial do PIS pode ser consultado no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site da Caixa ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão: 0800 726 0207.

 Fonte: Agência Brasil

 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) determinou que a cervejaria Backer retire de circulação todas as suas cervejas e chopes produzidos desde outubro do ano passado até segunda-feira (13).

A suspensão da venda se manterá até que fique assegurado que os outros produtos da Backer não estão contaminados. “A medida é para preservar a saúde dos consumidores”, disse o ministério, em nota.

Na semana passada, exames laboratoriais realizados pela PCMG identificaram a presença da substância dietilenoglicol em amostras de ao menos dois lotes da cerveja ‘Belorizontina’, produzida pela Backer.

A venda está proibida até que seja descartada a possibilidade de contaminação dos produtos.

A Backer vem sendo investigada depois da morte de uma pessoa e a internação de outras dez que teriam consumido a cerveja ‘Belorizontina’, fabricada pela empresa mineira. A cervejaria foi interditada pelo próprio ministério da Agricultura no último dia 10, sexta-feira.

Segundo a própria empresa, o dietilenoglicol não faz parte do processo de produção de suas cervejas. De acordo com o ministério, em nota, não existem evidências laboratoriais de presença da substância em outros produtos da Backer. “Estes produtos estão sendo analisados e, caso existam resultados positivos, novas medidas serão adotadas”, acrescentou a pasta.

A cervejaria foi interditada pelo ministério, e 139 mil litros de cerveja e 8,4 mil litros de chope já tinham sido apreendidos. Hoje a Polícia Civil informou que um terceiro lote da ‘Belorizontina’ também está contaminado. Também foram encontrados vestígios das duas substâncias tóxicas nos equipamentos de resfriamento usados na produção da cerveja.

Agência Brasil /Muol



 

Começou nesta segunda-feira (13/1) o vencimento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2020, em Minas Gerais. A escala tem início com as placas de final 1 e 2 e segue sempre com dois finais de placa por dia, até a sexta-feira (17/1), se encerrando com os dígitos 9 e 0. O proprietário de veículo pode optar por pagar o imposto em cota única, com 3% de desconto, ou em até três parcelas.

O pagamento do imposto em dia, à vista ou parcelado, além de evitar a incidência de multa e juros pelo atraso, proporciona ao contribuinte o benefício do programa "Bom Pagador", que é um desconto automático de 3% sobre o valor do IPVA, caso a adimplência seja mantida por dois anos consecutivos. Em 2020, 2.246.055 veículos - 20,62% da frota tributável - receberam o desconto.

A tabela contendo as bases de cálculo e os valores do IPVA pode ser conferida no site da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF).

O pagamento do IPVA pode ser feito diretamente nos terminais de autoatendimento ou guichês dos agentes arrecadadores autorizados - Bradesco, Mercantil do Brasil, Caixa Econômica Federal, casas lotéricas, Mais BB, Banco Postal, Santander e SICOOB - bastando informar o número do Renavam do veículo.

 

Dia News